sábado, 23 de julho de 2011

Letter to Amy.

"We only said goodbye with words..."

Querida Amy.

Hoje recebi a notícia de que você não resistiu as doenças desse mundo. É compreensível que muitas coisas na vida nos levem ao desespero, mas eu acho que você deveria ter se importado mais com você.
Você deveria ter pensado mais em você e menos naquele que você amava. O amor é feito de alegrias e tristezas. É um jogo em que as vezes se ganha e muitas vezes se perde, mas é preciso perder e adquirir experiência para poder lidar com os ganhos depois. Love is a losing game.

Não vale a pena dizer as coisas que você deveria ter feito agora, me resta agradecer por você ter existido.
Obrigada por mostrar ao mundo que existem vários tipos de pessoas. As que aguentam uma pancada e as que aguentam quantas pancadas forem necessárias pra mostrar que amam de verdade, as que sabem resistir às críticas e as que não sabem, as que deixam sua marca na fama e as que esperam que isso aconteça como mágica, as que não precisam de muita coisa além do amor e as que acham que dinheiro pode se comprar tudo inclusive "coisas" abstratas.

Obrigada Amy por mostrar o seu talento sem medo do que os outros fossem achar, obrigada por cantar e encantar, obrigada pela sua maravilhosa e inigualável voz.
Eu vou continuar elogiando e adorando você até quando eu puder me lembrar disso.
Fique em paz, agora você pode. Não se preocupe mais com as pessoas, deixe que elas se preocupem com você.

Tchau Amy.