terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Já faz dias - pra não dizer meses - que ela não dorme muito bem.
02:51 e algo a incomoda. Talvez o medo, talvez o peso do recomeço, talvez um ano a mais de vida, talvez mais responsabilidades pela frente, talvez o arrependimento, talvez saudade...
Fosse o que fosse não fazia ideia de como dar um fim a esse incomodo que a fazia morder os lábios e mexer os pés frenéticamente - na verdade fazia, mas prefiria fingir que não.