quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Change, we can believe in

Acordei agora no susto, vi que o pc tava ligado ainda (não tenho idéia de como nem o porque dele estar ligado), dai eu queria saber o que tava acontecendo e fui ver se não tinha acontecido nada, nas minhas andanssas(?) por ai eu vi notícias sobre a vitória do Obama nas eleições dos Estados Unidos, dai acabei me interessando, comecei a ler cada noticia, e de certa forma isso me conforta um pouco, quer dizer um pouco não, muito.
Depois de longos horriveis e intermináveis 8 anos, as coisas vão mudar, isso é o que eu espero, deposito minha total confiança nele, que fez história, que vai fazer as coisas acontecerem daqui pra frente que hoje por volta das 02:05 se tornou o cara mais poderoso do planeta dando início a uma nova era.
Eu detesto ver as frasesinhas clichês nojentas que todo mundo fala "Obama, o primeiro negro dos Estados Unidos" não existe o primeiro presidente negro, e sim um presidente a mais que vai deixar as coisas nos seus devidos lugares. Como ele mesmo disse:

"Não há uma América liberal e uma América conservadora, há os Estados Unidos da América. Não há uma América negra e uma América branca e uma América latina e uma América asiática. Há os Estados Unidos da América"
Eu tenho um certo nojo (não sei se essa seria a palavra mais correta) desse povo que não quer abrir os olhos, não querem enxergar a verdade, não enxergam um palmo a frente do seu nariz, ninguém tem a consciência que eu (e mais uns poucos) tem, não existe cores, não existe raças, todos foram munidos de braços, pernas, pés, mãos, cérebro e coração, inclusive os cegos, esses que não querem enxergar, acho que não descubriram a função do olhos. Quando eles começarem a abrir os olhos ai a coisa vai ser diferente, ai eles vão tentar correr atrás, são ignorantes demais pra saber que todas as cores vieram de uma só. Eu espero que a pior das tragédias não aconteça (é, eu sou bem realista) que esse percentual de americanos que não enxergam não impessam de sonhar aqueles que realmente sabem viver.
Agora, eu posso voltar a dormir, sabendo que eu vou ficar segura.

YES, WE CAN!