sábado, 13 de setembro de 2008

Welly welly

Quanto tempo sem postar, oh god! Eu tinha tanta coisa pra postar, mas acabei esquecendo conforme o tempo, eu gosto tanto de postar aqui, sei la desabafar, por mais que ninguém leia todas as minhas palavras, isso me faz sentir bem, se algum dia lerem alguns dos meus posts, eu espero que minhas palavras funcionem como algum tipo de "ajuda".
Minha vidinha, sempre a mesma coisa tão monótona, nada acontece, nada de novidades, nada pra fazer, os mesmos lugares, mesmas pessoas, mesma saudade e claro os mesmos problemas.
Impressionante como ele me faz falta sabe, mas nada vai voltar a ser como era antes, eu não sabia o tamanho da amizade que a gente tinha e eu estraguei tudo falando bobagens, todos os dias eu penso, se eu não tivesse falado, a gente taria se falando ainda. É tanta saudade que machuca sabe, eu tenho que dividir com as outras pessoas e todas as vezes que eu conto a história toda eu recebo sempre a mesma resposta: "Mas você não tem culpa, ninguém pode mandar nos sentimentos, aconteceu aceita né"


"quem ja conseguiu dominar o amor? porque que o mar não se apaixona por uma lagoa? porque a gente nunca sabe de quem vai gostar"


Eu tenho tanta vontade de falar pra ele o quanto ele foi importante , que foi tudo um erro, que a gente podia fingir que nada aconteceu, mas eu tenho um certo medo do que vou receber como resposta.Talvez seja melhor deixar tudo como esta, não há nada que eu possa fazer pra tudo ser como era a um ano atrás.O que eu mais sinto falta, eram os puxões de orelha, a gente tinha combinado de ser confidentes, eu contava os meus problemas e ele contava os deles e a gente ia tentar resolver de alguma forma, uma vez eu lembro que cheguei a dizer em uma das nossas conversas que tava pensando em desistir, (é desistir de tudo e de todos) e invés de eu receber alguma resposta clichê não, ele simplesmente insistia em me mostrar os dois lados da moeda, e depois que eu pensava em todas as palavras, eu era surpreendida com a pergunta mágica dele:
"E o que você conclui?" parecia um daqueles detetives quando desvendam o caso e entregam tudo pro assistente haha. Eu preciso tanto daqueles conselhos, daquelas palavras inteligentes, sinto falta dele se expressar e principalmente sinto falta daquele explêndido gosto musical.Depois disso tudo eu só tenho que agradecer por ter o conhecido, por todas os sorrisos que ele conseguiu arrancar do meu rosto. Por todos os dias da minha vida, essa eterna saudade vai me acompanhar até o fim.
Eu tenho enjoado tão rápido das pessoas, e tenho dado cada vez mais valor as coisas que passam despercebidas, me impressiona como a carência das pessoas é um problema sério pra elas, impressiona como elas necessitam de uma pessoa ao lado delas, isso não é importante, pelo menos pra mim. Com o tempo eu consegui me libertar dessa carência, não ligo a minima se estou ou não com alguém, antes me incomodava nos lugares que eu ia, pelas ruas que eu passava, nos bancos que eu sentava ao meu redor só existia pessoas achando que estavam vivendo um conto de fadas, e eu me perguntava: "porque não eu?" Hoje eu consegui ver, uma pessoa não faz a outra viver, quanto menos a faz morrer. O quanto eu puder evitar eu evito, eu tenho muitas coisas pra ver, tenho muitas coisas pra aprender, muitos erros a cometer, muitas pessoas a ouvir. E o amor? bem isso pra mim não é importante. O amor por si próprio é o maior e melhor de todos, agora que eu consegui realmente entender o que minha irmã me disse. "Antes de amar um alguém, você tem que se amar primeiro" Não descordo disso, quanto as pessoas que se encomodam com isso, basta um tempo consigo mesmo que as coisas melhoram.
Há um tempo atrás eu dava muito valor aos meus amigos, deixava de fazer coisas que realmente importava, ainda bem que isso era só uma fase até eu perceber que aqueles a quem você chama de amigo, não vai te entender tanto quanto a sua família. Foi um dos piores erros que cometi, la vou eu correr atrás do tempo perdido, começando pelas desculpas, porque nunca é tarde pra se desculpar com alguém.
Ahh vou parar por aqui, não consigo fazer posts muito grandes, ainda tinha algumas (muitas) coisas pra falar, mas deixa pro próximo post que eu espero que seja muito em breve.
xoxo;