sexta-feira, 18 de julho de 2008

School days


Hey!
Depois de muitos dias sem ir pra escola, tive que ir hoje e foi um milagre tive todas as 6 aulas, não fiquei nenhuma sentada no pátio, não é uma beleza? Bom, pra mim é pois eu odeio aula vaga fikdik.
Em compensação to lotada de trabalhos até a cabeça, isso seria bom ou ruim? Por um lado eu não preciso fazer provas e bibibi por outro, pufff cada assuntinho cretino viu, vou torcer pra eu não dormir encima do teclado hehe. Hoje na minha aula de química invés de copiar matéria adivinha o que eu fiz? -qqq
Tive ataques de empolgação jogando guitar hero no celular da Raquel (i want!) foi engraçado, tudo bem nada comparado as aulas de química do ano passado que era legal ir pro laboratório aturar aquela velhinha chata de óculos, tratando a gente que nem robô -BZZZ!
Mas isso nem contava quando eu, carol, isabele e ju relevamos tudo o que ela falava, e o mais engraçado era ver a isabele com cara de nerd tentando entender alguma coisa e eu e as meninas fazendo gracinha, o melhor de tudo é que ela não entendia nada e se rendia as brincadeiras fazendo todo mundo dar risada com as besteiras. Meu melhor ano, nunca vou esquecer *-*
De uns tempos pra ca, eu consigo fazer das minhas aulas de química uma zona haha.Tenho simulado do enem logo que eu chegar das férias(?) se é que eu vou ter férias, la vou eu as 6:20 pegar onibus pra ir pra escola quando todos os outros vão estar dormindo, belezinha isso!Mas por incrivel que pareça eu tento pensar pelo lado positivo da coisa né.Afinal, ver o sol de manhã com 5/6 blusas no máximo sentir o vento gelado no rosto e fazer os outros rirem, ahh não é tão ruim assim :)
Fora isso, ando bem chateada com coisas, não sei se é bem chateada, mas me sinto estranha. Eu acho que to indo pra uma fase nova, sabe cansei de dar ouvido pro que os outros pensam de mim, eu ja entendi que olhar as coisas por outro lado é melhor, tudo acontece por alguma razão, sejam coisas boas ou ruins, coisas boas podem ter ou não um final feliz, coisas ruins podem assustar por causa do nome, mas no final se você ver o outro lado da moeda tudo acaba bem e você leva algo de bom nisso tudo. O que passou eu to deixando pra trás, não tenho tempo pra parar pra discutir coisas. Daqui a 5 meses tudo vai acontecer e eu tenho que me preparar pras coisas que vão vir, já não vai ser mais uma brincadeira. Eu não preciso nem vou precisar de alguém pra me falar o que vou ter que fazer, isso eu ja aprendi você pode fazer o que quiser da sua vida, mas você vai ter que arcar com consequências depois, vai ter que assumir os seus erros, e ainda bem que eu sei muito bem fazer isso, e na real, acho que isso é o que eu faço de melhor. Fazer e assumir o que eu fiz, independente do que vão achar de como vão se sentir.
Cada um tem o seu tempo pra aprender as coisas, eu ja aprendi muitas coisas e sei que até o meu último suspiro vou continuar a aprender.Cada um gasta seu tempo como quer, como pode eu tento encontrar nas coisas fúteis alguém pra me ensinar, alguém pra me levar a sério, alguém pra ouvir as minhas angústias. Eu não sou igual a todo mundo, não penso igual todo mundo, não vou ser como todo mundo, me sinto única, gosto do estranho, gosto do preto, gosto da lua, gosto da noite, gosto dos filmes e dos livros, gosto de músicas velhas e exóticas, acho a palavra singular a mais bonita do dicionário, assim como gosto do meu nome Ana Terra.